|
|
Search
Close this search box.

Gestão Ambiental

Com o propósito de tornar a rodovia cada vez mais segura e comprometida com a proteção ambiental, a Nova Rota promove práticas sustentáveis e responsáveis, buscando o equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e a proteção do meio ambiente na concessão da BR-163, de Itiquira a Sinop.

 A Gestão Ambiental abrange todas as atividades da Concessionária,  sempre comprometidas com a sustentabilidade, buscando a otimizar o uso de recursos naturais, minimizar ou mitigar impactos ambientais, adotar práticas de reciclagem, proteger a biodiversidade, compreender e respeitar as diversidades culturais.

Fazem parte do escopo:

– Ações sociais e educacionais que abordam questões socioambientais e de segurança viária para os integrantes, usuários da rodovia e comunidade local;

– Programa de Monitoramento da Fauna, que registra as ocorrências com espécies da fauna silvestre nos três biomas de Mato Grosso (Cerrado, Pantanal e Amazônia)

– Atendimento clínico veterinário e reabilitação para animais resgatados da rodovia;

– A eficiência energética busca reduzir o consumo de energia e as emissões de gases de efeito estufa;

 – Gestão de riscos e emergências ambientais.

Licenciamento Ambiental

Gestão de resíduos

Por meio da Gestão de Resíduos, temos o compromisso de garantir que 100% dos resíduos gerados e recolhidos da rodovia recebam a destinação adequada, que pode variar entre reciclagem, coprocessamento e disposição final em aterros sanitários. A Nova Rota segue à risca a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), referente à Lei nº 12.305.

Em média, 1,5 tonelada de resíduos sólidos é recolhida por dia pelos operadores de tráfego ao longo dos 850,9 km da BR-163/MT. São ressolagens, vidros, plásticos e outros resíduos, tudo ocupando o seu devido lugar após o uso, sem deixar rastro e estrago ao meio ambiente.

Os pneumáticos, que correspondem a 54% do total recolhido, somado aos resíduos contaminados por produtos perigosos, foram encaminhados a empresas especializadas em coprocessamento. Os recicláveis (7%) foram levados para empresas ou cooperativas de reciclagem parceiras da Nova Rota e o que não pode ser reaproveitado foi destinado aos aterros sanitários. Já os resíduos de material de saúde foram encaminhados à incineradoras.

Eficiência Energética

Buscando a eficiência energética, a Nova Rota utiliza fontes de energia renováveis em suas instalações, sendo placa solar em PMVs móveis, SATs ao longo da rodovia e câmeras de monitoramento.

A Nova Rota também foi a primeira concessão rodoviária do Brasil a implantar autonomia de abastecimento para veículos elétricos nos 850,9 quilômetros concedidos – de Itiquira a Sinop. A medida possibilita o gerenciamento e redução de ruídos e emissões atmosféricas. As ações monitoram, ainda, a emissão de fumaça preta, o desempenho dos veículos movidos a diesel, o consumo de energia e a destinação de resíduos, entre outros monitoramentos.

Notícias

Fique por dentro

Acompanhe as nossas notícias e fique por dentro de tudo que acontece na BR!

Rolar para cima
Pular para o conteúdo